Delação põe Sergio Cabral na fogueira


Segundo a Revista, as taxas praticadas pelo Governador do Estado eram de fazer vergonha ao trilhardário esquema do Petrolão: nada menos do que 5% da reforma do Maracanã, segundo a Delação Premiada da Andrade Gutierrez, foram pagos ao ex titular do Palácio da Guanabara. Segundo se sabe, o Petrolão pagava "apenas" risíveis 3%, divididos para três grupos diferentes. Coisa de amador, com certeza.

Essa é a ponta de uma meada que permanece em segredo de justiça, mas é o bastante para destampar um ralo por onde passará muita sujeira. A começar por seu inexplicável patrimônio e as amizades insólitas, como Eike Batista, na foto, e o dono da construtora que o delatou. Cujo nome, aliás, ao contrário da Odebrecht, que está preso, jamais foi sequer ventilado na mídia.

#SergioCabral #AndradeGutierrez