Depois das eleições


Os funcionários públicos de Niterói estão se mobilizando contra o que eles chamam de “Pacote de Maldades” do prefeito reeleito na cidade. Segundo consta, Rodrigo Neves, depois de anunciar durante a campanha eleitoral que estava tudo caminhando às mil maravilhas na administração municipal enviou à Câmara de Vereadores, em caráter de urgência, Projetos de Lei para serem votados ainda em dezembro. Os projetos se referem, entre outras medidas, ao orçamento do município, ao fim da incorporação de salários, medida que cria os chamados “supersalários”, à desapropriação de áreas do entorno da Transoceânica e, o que é pior, dizem os funcionários, o aumento da contribuição previdenciária do funcionalismo público municipal e a extinção de cargos sem a prévia aprovação da Câmara de Vereadores. Como já se dizia à época da Segunda Grande Guerra Mundial, “a cobra vai fumar” também em Niterói.