Mais uma favela?


Muito se tem falado ultimamente em urbanismo e urbanidade. Mas, o que realmente significam essas palavras para o cidadão comum, que não é arquiteto nem planejador urbano, e que vê espantado o crescimento desordenado das grandes cidades?

Aí se faz necessário consultar quem entende e procurar ter uma idéia do que se está tratando quando se faz uso dessas duas palavras.

Há vários conceitos de urbanismo, por exemplo, mas procuraremos aqui ser o mais didáticos possível, já que, como dissemos, não somos experts no assunto.

Segundo a Wikipédia, “Urbanismo é a disciplina e a atividade relacionadas com o estudo, regulação, controle e planejamento da cidade (em seu sentido mais amplo) e da urbanização. Sua definição porém, sempre varia de acordo com a época e lugar. No entanto, costuma-se diferenciá-lo da simples ação urbanizadora por parte do homem, de forma que o urbanismo esteja associado à idéia de que as cidades são objetos a serem estudados, mais do que simplesmente trabalhados.

Numa perspectiva simplista, o urbanismo corresponde à ação de projetar e ordenar as cidades.

No entanto, sob um ponto de vista mais amplo, o urbanismo pode ser entendido tanto como um conjunto de práticas ou de idéias, quanto como uma forma ideológica que visa reproduzir as condições gerais do modo de produção capitalista.

Segundo este ponto de vista, atualmente tanto o Capital quanto o Estado se apropriam da prática e teoria (entendendo-os como ideologia) do urbanismo como um mecanismo gerador de lucro. A palavra deriva-se dos estudos do engenheiro catalão Ildefonso Cerdá, responsável pelo projeto de ampliação de Barcelona na década de 1850.

Apesar de jamais ter usado o termo urbanismo, Cerdà cunhou o termo urbe para designar de modo geral os diferentes tipos de assentamento humano e o termo urbanização designando a ação sobre a urbe. Destes termos muito próximos surgirá o nome urbanismo no início do século XX".

Pois bem, acho que essa explicação já está de bom tamanho.

Já urbanidade, segundo o dicionário do Aurélio, “(no sentido de comportamento), significa qualidades relacionadas a cortesia, ao afável e à negociação continuada entre os interesses. Qualidades de urbano e civilidade”.

Dito isso, tudo muito bem explicado, do que eu queria falar mesmo é da nova favela que está surgindo ali por traz do Cemitério Parque da Colina, aglomeração essa já intitulada “Comunidade da Galinha”, em contraposição à outra comunidade chamada de Cantagalo, em Niterói.

Ora senhores urbanistas e administradores da cidade da chamada Sorriso, para qualquer projeto urbano ou arquitetônico que se deseje implantar no município as exigências são enormes.

É papel pra cá, é papel pra lá, cartórios, taxas etc.

Mas, para que surja uma nova favela na cidade - e que já ameaça o Parque Darcy Ribeiro, considerado área de proteção ambiental -, necas de pitibiribas.

Já começaram a levantar os barracos e estão esperando que um temporal venha causar uma nova catástrofe.

Alô prefeito Rodrigo Neves, manda a sua turma lá: ainda dá tempo de impedir mais um crescimento urbano desordenado em nossa já tão maltratada Niterói.

“Um grande incêndio pode vir depois de uma pequena fagulha”. (provérbio chinês).