O primeiro artigo...

 

Andava posto em sossego no casulo particular, que venho habitando pra lá de 60 anos, dividindo meus eus com amigos facebookianos, quando o cinéfilo e grande amigo, irmão, camarada Luciano Bastos, me apresenta aos editores desse Diário da Província . Enrolei-os com meia dúzia de causos, que vivi ou fui um espectador privilegiado, o que se demonstrou suficiente para acharem que seria uma boa ideia abrir uma janela para que pudesse compartilha-las.
Muitas histórias pra contar, principalmente as vividas com ícones da minha vida cuja estrela maior foi o senhor Flavio Cavalcanti, pai, amigo, cúmplice e, em determinado momento, patrão. Dele, tentei clonar o caráter,  a coragem e o amor à família. Péssimo juiz de mim mesmo, não julgo como me saí. Fracasso mesmo, foi a tentativa que fizemos, para que me tornasse um comunicador como ele. Não funcionou, faltou dom e naturalidade. Vim então, atuar atrás das câmeras, onde fui muito feliz tendo juntado histórias que dariam (darão?) um livro e tanto, com as modéstias de praxe, se me permitem.
Começo aqui a experimentá-las. Uma por uma. Meus personagens, além do Velho é claro, serão gente como Silvio Santos, Adolpho Bloch, Leila Diniz, Elis Regina, Roberto Carlos, Wilson Simonal, Antônio Carlos Magalhães, Pres. João Figueiredo, Roberto Medina e mais dezenas de outros homens e mulheres com quem fui trocando pedaços de vida ao longo do caminho.
Se me deram licença, estou pronto para começar a brincar.
Até já!

 

Please reload