"Não canse quem te quer bem"

 

Hoje eu havia pensado em escrever sobre outro assunto, como por exemplo, o descaso das autoridades com as estradas brasileiras em conluio com maus empreiteiros; a má administração em quase todos os municípios brasileiros, isso para não falar também dos governos estaduais e federal; a próxima sucessão municipal etc., etc. etc.

Assunto é o que não falta nesse Brasil de meu Deus.

Mas, ao reler o artigo da Martha Medeiros na Revista de Domingo, de O Globo, mudei o foco. Marta escreveu baseada exatamente na frase que dá título a essas minhas mal traçadas linhas de hoje. Ela também pegou essa afirmação da atriz Camila Morgado, durante o programa “Saia Justa”, em um desses canais da Tv paga.

A afirmação da Camila foi lançada quando se discutia sobre a chatice dos outros e, é claro, a nossa: “Não canse quem te quer bem”.

Pois é, vocês já pararam para pensar na profundidade dessas seis palavras, soltas assim em um programa de televisão? Aliás, a Camila Morgado afirmou que também não conseguia se lembrar de quem é o autor da frase. Portanto, se alguém aí que estiver lendo esse artigo se lembrar do autor me avise, por favor.

Voltando ao assunto: não é que nós temos mesmo essa capacidade cotidiana de apoquentar a vida daqueles que estão mais próximos a nós?

A Marta afirma que se você não consegue resistir a chatear os outros, pelo menos “seja mala com pessoas que não te conhecem. Só esses poderão se afastar, cortar o assunto, te dar um chega para lá”.

Mas não é verdade?

Às vezes decidimos contar histórias que não interessam a ninguém, que se estendem por uma eternidade, e ainda chamamos a atenção dos amigos que não estão dispostos a ouvi-las. E os álbuns de retratos?

Tem coisa mais chata do que ficar mostrando fotos que só dizem respeito a quem aparece nelas, e ficar explicando cada uma, tim tim por tim tim?

– Essa aqui foi em 1964, quando começamos a gostar dos Beatles. O cabelo? É, é que imitávamos os nossos ídolos da época. E por aí vai. E as das viagens? Essa aqui é de Paris, tá vendo ao fundo a Torre Eiffel? PQP!

Quem é que não conhece a torre mais famosa do mundo e que sempre está ao fundo, juntamente com a catedral de Notre Dame, o Sena, e o Arco do Triunfo, situado no alto dos Champs Elysées, nas fotos que todos tiram lá na cidade luz?

E quando resolvemos implicar com algum amigo?

– Pô cara, que barriga heim? É, também fica tomando chope a noite toda.

Ou pior, quando resolvemos fazer piadas de mau gosto sobre outros defeitos (que, aliás, todos nós temos) de nossos amigos, como com os que sempre costumam se atrasar?

É, meus caros leitores, vamos ser educados, cordatos, carinhosos com os nossos amigos e exterminar a nossa “malice” definitivamente das nossas relações.

Tentemos pelo menos esta semana, pois, como diz o título desse artigo, “Não canse quem te quer bem”.

Please reload