Bangu X - a estratégia de negociação

Por uma questão de imagem, intimamente associada à reputação, e a empírica ciência do marketing apresenta vasta literatura sobre a matéria, mais do que as condições de encarceramento futuro, são as fotos de frente e de perfil os parâmetros que mais preocupam Eike na negociação em curso. Sim, Eike é uma marca consolidada. Sorte do contumaz empreendedor que a Interpol, a princípio, dispõe apenas dos registros oriundos das fotografias constantes dos seus passaportes brasileiro e germânico.

Isso porque a tecnologia aplicada ao creme dental Elysiux pedira passagem da Cidade do Cabo a Moscou, do Rio a Tóquio, com providencial escala em Nova Iorque. De orelha a orelha, Eike vislumbrava a possibilidade de voltar a sorrir na brancura paulatina adquirida pelo consumidor classe A MF 7+ a cada escovação. Como um mascate do século 21, o road show começara, contando, naturalmente, com a contribuição dos colunistas, logicamente em função do frisson que o assunto odontológico costuma despertar em nosso país.

Fora, flúor! O Fla x Flu ou Fla x Flúor, melhor dizendo, embutido na adoção da hidroxiapatita como elemento branqueador e protetor do esmalte chegaria para tomar de assalto as farmácias, mercados e drogarias. Depois do ouro negro, o escudo branco seria estampado no sorriso de toda a humanidade. “O campeão (nacional) voltou” – cantaria a saudosa torcida desenvolvimentista do BNDES.     

Entretanto, como é sabido por quem acompanhou as aventuras capilares do controvertido teuto-brasileiro ao longo de sua meteórica ascensão aos céus da Forbes, a peruca do então multibilionário não era uma peruca qualquer, disponível na seção de homens das consagradas Lady ou Fiszpan.

Como tudo na vida do megaempresário, o empreendedorismo falou mais alto e foi buscar nas próprias têmporas os fios a serem cortados e colados com precisão cirúrgica. Na interface com o devastado couro cabeludo, foi aplicado um produto antialérgico de origem italiana, depois de a base ter sido mapeada eletronicamente por scanners de alta precisão, respeitadas, inclusive, as identidades de seus característicos redemoinhos, vencidos por Quixotes da calvície prematura.

Portanto, se Eike for submetido ao tradicional corte local, máquina 1 ou 2, conforme o demonstrou o seu colaborador Cabral, preso em Bangu 8, pavilhão dos detentos com curso universitário completo, o tecido que adere ao couro cabeludo há de ser inapelavelmente destruído, e a temida careca exposta.

Por uma questão de estratégia comercial, que envolveria o retorno aos tradicionais algarismos romanos, fontes odontológicas que acompanham o estado da arte da revolucionária descoberta me afiançam que Bangu X será erguido para abrigar aqueles com a universidade e a cabeleira incompletas.

Please reload