Negócios Internacionais

Banco do Brasil cria Unidade de Comércio Exterior
O Banco do Brasil anuncia a criação de sua Unidade de Comércio Exterior, com o objetivo de aproveitar a experiência no segmento para incrementar negócios e serviços de assessoria às empresas que atuam no mercado internacional.
Na avaliação do BB, a retomada do crescimento econômico passa pelo comércio exterior. E, com a tradição que tem na área, o Banco do Brasil é uma peça importante para fortalecer as empresas brasileiras e estimular as relações comerciais com outros países. Isso contribui para gerar maior dinamismo para toda a economia brasileira e oportunidades negociais.
“Historicamente, sempre tivemos a vocação do comércio exterior. Estamos dando foco ainda maior para esta nossa vocação e avançando no apoio ao setor produtivo, num momento importante para retomada da economia”, afirma o presidente Paulo Caffarelli.
Para comandar a Unidade de Comércio Exterior, foi nomeado Thompson Cesar, que anteriormente ocupava o cargo de superintendente Private Banking do BB e também já foi gerente geral no exterior. O executivo é formado em economia, com especialização em gestão empresarial.
A Unidade ficará responsável pelas estratégias de negócios internacionais, pelas soluções de produtos e serviços de câmbio e pela consultoria a importadores e exportadores.


Aprovada a ampliação da importação temporária
O Brasil aceitará a importação temporária de bens de países que utilizam qualquer uma das duas convenções internacionais que dão suporte à emissão do ATA Carnet, passaporte que permite a circulação de mercadorias por 77 países com suspensão de impostos e burocracia reduzida por um período de 12 meses. O documento é utilizado para bens usados em feiras, exposições, atividades culturais, científicas e educacionais. Até então, o Brasil só aceitava ATA Carnets emitidos por países signatários da Convenção de Istambul, mas deixava de fora parceiros comerciais importantes como Estados Unidos, Canadá e Japão, que utilizam a Convenção ATA. A mudança impulsionará negócios para o Brasil, avalia a Confederação Nacional da Indústria (CNI).
A ampliação foi publicada nesta quinta-feira (23) pela Receita Federal, na Instrução Normativa nº 1.763. O texto determina que a aduana brasileira aceitará o documento “emitido por entidade garantidora na condição de membro filiado à cadeia de garantia internacional – International Chamber of Commerce World Chambers Federation (ICC-WCF ATA)”, instituição responsável pela gestão mundial do sistema. Desta maneira, bens assegurados por países que operam o ATA Carnet por meio de qualquer uma das convenções poderão ingressar no Brasil.


Anunciada dragagem do Porto do Rio de Janeiro
Com investimento de R$ 237 milhões, será possível atrair investimentos, gerar empregos e ampliar em 50% a capacidade do porto A ampliação ao acesso do Porto do Rio de Janeiro vai permitir aumento na capacidade de funcionamento em 50% com a conclusão da obra de dragagem, anunciada neste sábado (25). Desde a elaboração do projeto até sua entrega, foram 14 meses de trabalho, com total de R$ 237 milhões de investimentos.
A obra permitiu a profundidade do calado de 12,6m para 14,3m, possibilitando a ampliação do canal de acesso e a movimentação de cargas. Agora, os navios poderão movimentar até 900 contêineres a mais.
Para o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, a obra vai atrair mais investimentos e gerar empregos ao estado. O ministro também ressaltou o compromisso do governo com a retomada das obras no País.


Inscrições abertas para missão presidencial à Ásia
Empresas brasileiras dos setores de carnes, frutas, lácteos e derivados, orgânicos, grãos e cereais, calçados e componentes, café e farmoquímicos podem se inscrever para a Missão Presidencial à Ásia.
A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex- Brasil) está coordenando — juntamente com o ministério das Relações Exteriores (MRE) — a participação de empresas brasileiras no evento, que será realizado nos dias 8 de janeiro, em Hanói, Vietnã, e 12 de janeiro, em Jacarta, na Indonésia.
A Missão será liderada pelo Presidente da República, Michel temer, com o objetivo de aproximar empresas brasileiras e empresas locais, promovendo negócios internacionais e a formação de parcerias estratégicas. A missão também passará por Cingapura e Malásia.
Informações e isncrições: www.apexbrasil.com.br


Missão de Inovação Indústria 4.0 aos Estados Unidos
De 11 a 15 de dezembro, o Texbrasil – Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira, fruto de uma parceria entre a Abit e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex- Brasil) – realiza a Missão de Inovação – Indústria 4.0 nos Estados Unidos. A agenda, que passa por Boston, Raleigh e Atlanta, inclui visitas a algumas das principais instituições de ensino do mundo e a laboratórios têxteis e de confecção de última geração.
Dentro da programação, estão previstas visitas ao Centro de Pesquisa Têxtil e de Vestuário de Harvard (Harvard Center for Textile and Apparel Research – a confirmar) e ao Advanced Functional Fabrics of America do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT), ambos em Boston; ao College of Textiles da Universidade do Estado da Carolina do Norte, ao Research Triangle Park e ao Textile Testing, Conference & Education Headquarters, em Raleigh; ao Softwear Automation e à Incubadora Georgia Tech’s Technology, em Atlanta.
As vagas são limitadas. Para saber mais, entre em contato com Luiza Lorenzetti pelo e-mail luiza@abit.org.br


Fonte: www.exportnews.com.br

Please reload