Allez, les bleus!

 

É muita coisa! Desde o assassinato da Marielle, tivemos uma chacina em Maricá, outra na Rocinha, alguns assaltos registrados pelas câmeras de rua - tremendo big brother, a bandidagem agindo solta, aproveitando a crise no comando da segurança do estado.

Intervenção? Infelizmente apenas uma jogada de mestre (a se confirmar, senhor presidente, eu penso o contrário). A galera já está vacinada, e distribuir um bi e duzentos para aparelhar nossas forças de segurança e comprar munição é fundamental, claro, mas precisa intervenção pra isso? Precisa uma divisão do exército com soldados vestidos para guerra ao sol de quase 40 graus revistando mochilas de estudantes? Fiscalizar quartéis para radiografar suas necessidades? A inteligência policial não é a inteligência que conhecemos. Articulação entre as diversas forças policiais é o que é a inteligência policial. Eu penso que a não-articulação é que é burrice, policial ou não (novamente penso o contrário).
Os desvios de grana da corrupção instaurada em nosso Estado impedem qualquer avanço da sociedade. Civil e militar. Exagerou-se na dose, desviou-se nossas possibilidades, vamos remar tudo de novo, sempre. Ou rola uma luz? Dinheiro para os serviços de saúde, educação, moradia, segurança, transporte, etc., etc., etc., não há, não há o que chegue com mensalão, petrolão, JBS, Odebrecht, cabrais, piccianis, cortezes, quem dá mais? Não deixam nem restos a pagar. Sobra um pouquinho para os auxílis (salve, Mussum) para moradia, transportes, viagens para congressos e fóruns, uma monte belo aqui, uma samarco ali, e assim nós vamos vivendo de amor, ou de brisa. Remédios e hospitais e médicos e saneamento e escolas e professores e outras frescuras dessas que se danem, pois não? Um sacrificiozinho sempre é necessário, e a gente guenta! Ou vai à luta e junta as forças do bem, negociando entre si e não se isolando e se exterminando, e eles adoram isso, a gente se come e eles palitam os dentes, depois dos arrotos e charutos. Executivo de decreto, legislativo a soldo, judiciários com STF que virou partido e/ou balcão, é geral, sem alarmismo, a coisa tá feia geral. Nem vermelho nem verde e amarelo. Os franceses dizem “allez, les bleus!”. Fica a ideia, ou mantemos uma democracia para inglês ver, meus concidadãos.

Please reload