Cartas para Lula


Irmanadas à UBES, a dominada UNE dos estudantes secundaristas, as nossas universidades deveriam contribuir para a campanha de cartas ao Lula para levar um pouco de satisfação ao presidiário mais perseguido do país.

Por outro lado, na qualidade de militantes que ocupam a maior parte das cadeiras das áreas de Humanas pelo Brasil afora, seria desumano que o ENEM passasse pela injusta condenação em brancas nuvens, como se fosse o trenó de Papai Noel.

Para tanto, uma série de regrinhas básicas seriam exigidas para a nota 10 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio que, excepcionalmente este ano, considerado o período eleitoral, estafante para a militância de esquerda, seria feito em múltipla escolha.

A - Local, data

Querido Lula,

Escrevo-lhe esta carta para manifestar a minha indignação para com os fascistas que mandaram prender o mártir que tirou 40 milhões da miséria...

Esperando a pronta intervenção dos garantistas do Supremo, despeço-me.

Atenciosamente,

Fulano Lula de Tal

B – Curitiba, data

Idolatrado Lula,

Venho pela presente oferecer um revoltado ombro companheiro a quem está sendo sacrificado em nome do sofrido povo brasileiro. A Lava-jato, operação que vem paralisando o país por meio de seu juiz tucano, algoz que deixa de fora os comparsas Aécio, Serra e Alckmin, é o pano de fundo para a definitiva entrega do Brasil e suas riquezas ao capital internacional.

Contando com a inestimável de nossos guerreiros no STF, permaneço aqui embaixo, em vigília, até a Sua libertação final. Até a vitória! A luta continua!

Fervorosamente,

Beltrano, Lula da Vida

C – São Bernardo, data

Amado Presidente Lula,

Lula, ladrão, você roubou meu coração.

Portanto, tomo a liberdade de lhe escrever estas mal traçadas linhas para anunciar a minha disposição em processá-lo na próxima visita íntima, quando poderei mostrar que o povo unido jamais será vencido. Queria ter podido beber um pouco da sua garrafinha para descobrir os seus segredos, mas as bruxas do palanque não deixaram.

Apaixonadamente,

Sicrana Lula da Silva Qualquer

D – Brasília, data

Estimado Líder,

Ao tempo em que anuncio a minha pretensão em concorrer a uma das vagas pelo inédito sistema de cotas para transpetistas arrependidos, portanto novamente incorporado ao rebanho desde a celebração da maravilhosa missa campal no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, informo que já providenciei a minha filiação ao Seu partido pela última janela de troca partidária.

Em outras palavras, levantei da Rede para trabalhar pela campanha que se avizinha. Da mesma forma, por isonomia, entendendo que poderia obter a sonhada matrícula, bem como a respectiva bolsa, por meio do correlato sistema de créditos. Antecipo que seguirei participando do movimento estudantil na UNE pela corrente que melhor Lhe convier.

Pragmaticamente,

Anônimo Lula dos Anzóis Peneira

E – Vento faz a curva, data

Prezado Bom Velhinho,

Ainda estamos longe do natal. Nem mesmo a Leader Magazine está no ar anunciando a sua iminente chegada. Daí que não pude acreditar que aquele senhor de barba branca que chegou pela chaminé da carceragem da Polícia Federal era Papai Noel, como querem me convencer. A roupa não era vermelha, como a de muitos que o esperavam à porta. O veículo voador não era um trenó e as supostas renas não vestiam preto. Portanto, só mesmo a fé inquebrantável dos meus abnegados pais me fez aderir à campanha de cartas a serem enviadas ao mito que não se esquece de ninguém.

Ainda mais, dizem que o senhor não gosta de ler e o correio anda atrasando bastante.

Incredulamente,

José das Couves

Por motivos óbvios, não haverá a opção NRA – Nenhuma das Respostas Acima.

http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2018/04/apoiadores-escrevem-cartas-a-lula-em-sp-roubou-meu-coracao

#Lula